Livro: Vida Digital

O livro trata dos assuntos pertinentes à revolução da sociedade da informação causada principalmente pelo advento das tecnologias atuais, seus impactos e sua visão de futuro.

O livro é divido em três partes que constrói uma retórica metafórica que começa na matéria virtual (Bits) – matéria efetivamente posto que o autor faz a comparação com a unidade fundamental da matéria não virtual, o átomo – passa pelas questões relativas às interfaces homem-maquina e culmina em uma visão comportamental sobre a ‘vida digital’ efetivamente.O bit é um estado, é o menor elemento existente do “DNA” da informação. E um elemento tão ‘insignificante’ provoca uma verdadeira revolução na sociedade por conta de suas potencialidades de combinação entre bits (mais fáceis que o do átomo!).

O autor discorre sobre uma série de aspectos tecnológicos e seus impactos, as necessidades apontadas pelo mercado (tais como a questão da velocidade e qualidade de transmissão de bits)

Segundo o autor, o principal imacto por tantas revoluções técnicas será na forma de transmissão de TV onde conteúdos personalizados serão tramitidos via cabos em maior volume de consumo e apenas alguns ‘eventos’ ao vivo serão transmitidos via frequência ‘radiofônica’.

Sobre a questão dos direitos autorais, o autor afirma que é um conceito ultrapassado. A sociedade só se preocupa com essa questão por conta do ‘medo’ de alguma produção ser copiada já que a cópia dos ‘bits’ é tão perfeita quanto os ‘bits originais’. Segundo o autor, o conceito – e provavelmente a lei – deve cair com o tempo já que provavelmente será inviável corrigir suas distorções em relação à matéria virtual produzida em comparação com a ‘matéria real’.Na segunda parte o autor discorre sobre a interação homem-maquina e aponta a tendência de que conceitos de usabilidade conduzam para que os computadores sejam mais amigáveis aos humanos. As capacidades de processamento evoluíram em um ritmo maior do que as capacidades de usabilidade desses equipamentos.c

Segundo o autor, os computadores devem evoluir para compreender as nuances de comunicação verbal ou não-verbal.

Na terceira parte do livro, o autor discorre sobre os impactos tecnológicos na sociedade da informação, numa era de pós-informação onde encontramos uma ‘economia de escala’ similiar à vivenciada na revolução industrial exceto pelo fato de que a matéria foi substituída por ‘espaço-tempo’.

As tendências apontadas pelo autor são de que, por conta das matérias virtuais, as respostas serão altamente personalizadas e algumas capacidades conhecidas (na época) seriam simplesmente suprimidas por essa evolução.

Segundo o autor a Internet ocupará o centro da vida cotidiana e será a ‘abstração’ cada vez mais próxima do mundo material.

Há ainda uma série de previsões apontadas pelo autor que convergem numa boa aproximação dos cenários que vivenciamos hoje com redes sociais, aumento gradativo de pessoas com acesso à internet.

O autor ainda aponta os prognósticos negativos dessas interações tais como violações crassas de propriedade intelectual, invasão de privacidade, pirataria e roubo de informações.

Por fim, o autor ainda cita alguns aspectos positivos que podem levar a melhorias da vida em sociedade especialmente quanto ao acesso às formas de capacitação das pessoas conectadas o que permitiria uma incrível elevação das capacidades de crescimento do potencial humano.

Conclusão

Deve ser considerado que o livro tem 15 anos desde sua publicação. Considero o autor como um visionário posto que, apesar de seus devaneios – especialmente na primeira parte do livro – chegou a uma boa aproximação do cenário que vivenciamos hoje em termos de aproximação do homem com o computador. A evolução tecnológica ocorrida nesses anos foi, quantivamente maior do que toda a evolução da humanidade desde o seu surgimento até o ano de publicação do livro “Vida digital”.De forma positiva, este visionário induz à conclusão de que o potencial de recursos de aprendizagem promovidos por tamanha evolução tecnológica é o principal combustível para que esta ‘máquina’ denominada sociedade da informação não pare de funcionar – e crescer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s