Filme: Colcha de Retalhos

Trabalho apresentado como Atividade Acadêmico Científico Cultural ao Centro Educacional Claretiano

O filme retrata um momento da vida de uma jovem mulher que, enquanto prepara seu casamento, vai morar na casa de sua avó. Esta, de presente de casamento, resolve compor uma ‘colcha de retalhos’ com a ajuda de diversas outras mulheres amigas. Esta, ao que parece, é uma tradição de família. Durante a confecção da tal colcha, a personagem principal ouve o relato dessas mulheres sobre suas histórias de vida.

Ao que tudo indica, o intuito dessa tradição é provocar a reflexão desta personagem em relação aos passos e decisões que influenciarão em seu futuro.

Neste período, a personagem se percebe atraída por um outro rapaz que não o seu noivo e começa a questionar seus planos para o futuro e suas expectativas frente ao casamento e sua carreira.

A metáfora dos retalhos é proposital e carrega um conjunto de simbolismos representativos da vida dessas mulheres e suas histórias amorosas. Os desenhos bordados nesses retalhos remetem, à memória dessa personagem, as histórias contadas por elas.

Esse convívio faz com que ela enriqueça sua experiência de vida e reflita sobre os papeis desempenhados na formação de uma família, as renúncias e decisões aplicadas pelos envolvidos em uma vida familiar.

No ápice do filme, de posse da colcha pronta, a avó cobre a neta com este artefato e é nesse momento que essa moça demonstra a percepção de que suas escolhas não serão isoladas e que terão forte influência em sua vida e na vida da família que pretende montar. Da mesma forma, o fato de ter sido ‘coberta’ com essas histórias tem a conotação de que ela aprendeu com essas mulheres um pouco de suas experiências, mitos, tradições, escolhas e renúncias..

Tentando traduzir esta experiência para a prática docente, ouso concluir que o professor deve, no ambiente de mediação da aprendizagem, promover o crescimento humano das pessoas que serão aplicados como seus alunos permitindo trocar com eles as suas experiências de vida, ainda que composta de diversos retalhos, para que esses possam ser beneficiados com o aprendizado de uma vida já vivida pelo professor. O professor deve ter em mente também que ele pode ser ‘coberto’ pelos conhecimentos trazidos por seus alunos e para tanto, deve estar aberto a ouvir suas histórias e tecer com eles uma colcha de retalhos do período em que conviveram e trabalharam de forma interativa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s