A Importância do Silêncio

Em certos momentos de nossa carreira, é de fundamental importância exercitar o “silêncio interior”, especialmente quando nos deparamos com pessoas que “falam demais”.

Quanto mais sabemos, mais devemos exercitar o silêncio. É normal nos depararmos com pessoas que, com medo de serem descobertas em sua ignorância ou superficialidade em determinado assunto, começam a utilizar seus postos/cargos para colocar suas opiniões – as vezes até sem os devidos fundamentos – sobre a real aplicação do trabalho. Tais personagens atacam antes de qualquer negociação pelo simples medo de não estarem preparados para o embate e um eventual empate.

Via de regra, quando encontramos um colega/chefe/superior que se comporta de tal maneira, devemos filtrar o que ele diz e não deixar nosso estado emocional ser abalado por tais “afrontas”, ainda que sejam claramente impróprias ou desnecessárias.

Em muitos casos, o mercado mesmo há de filtrar pessoas com tais características. E se não o fizer, é provável que levarão sua infelicidade adiante e jamais consigam alguma vitória da qual possam realmente se orgulhar ao deitar a cabeça no travesseiro à noite.

É muito comum convivermos no ambiente de trabalho com pessoas inseguras, invejosas e carentes de reconhecimento por algo de útil que tenham realizado em prol da sociedade. E é mais comum ainda encontrarmos tais pessoas em cargos de chefia ou de “pseudo” liderança. O importante é tentar não se deixar abater por esses ataques e, especialmente, não “bater de frente” com tais elementos. Os motivos para não alimentar tal confronto são simples:

  • Não haverá argumento suficiente que reverta a opinião de uma pessoa insegura e que lhe ataca de forma gratuita já que ela simplesmente não lhe dará ouvidos;
  • Se você for realmente um bom profissional  e simplesmente ignorar o que lhe for dito de ruim, não  alimentará o contra-ataque de alguém que lhe atira as pedras a esmo sem ao menos realizar uma “mira” correta para atingir o cerne do problema;
  • Pessoas inseguras atacam de forma sistemática para evitar que pessoas bem resolvidas prestem a devida atenção em suas fraquezas explícitas. Como realizam tais ataques de forma sistemática, têm mais experiência no assunto! Neste caso, o seu contra-ataque já será vencido por que você simplesmente não treina ataques gratuitos, fazendo com que o inseguro ganhe pela experiência.

Embora seja o senso comum de que não vale nada um esforço sem o seu respectivo resultado, é de fundamental importância lembrar que o “Trabalho” é mais importante que o “Reconhecimento”. Assim sendo, seja SEMPRE um bom profissional e tente, na medida do possível, não se deixar abalar por colegas/chefes/superiores inseguros que demandam a sua energia para parecer melhores do que realmente são.

(artigo escrito para a rede social Linkedin https://www.linkedin.com/pulse/importância-do-silêncio-mauro-zamaro-?trk=hp-feed-article-title-publish)